Sem categoria

Por que precisamos ensinar crianças a serem arquitetos?

3 de dezembro de 2021

Quer eles cresçam ou não para ser arquitetos, as habilidades básicas que impulsionam o design e a arquitetura podem ter enormes benefícios para nossos filhos. A maneira como as crianças crescem para pensar, se comportar, resolver problemas e criar pode ser aprimorada incomensuravelmente, ensinando-as desde tenra idade a pensar como arquitetos.

A sala de aula tradicional, com um professor na frente e alunos organizados em fileiras já teve o seu tempo“, conclui o relatório sobre educação publicado recentemente pela Unidade de Inteligência da revista britânica “The Economist” e patrocinado pelo Google.

O documento foi produzido com base em séries de entrevistas e pesquisas com alunos, professores e empresários de 25 países, incluindo o Brasil. Segundo o relatório, mais do que fornecer informações, a escola do futuro precisa dar ao aluno a oportunidade para debater ideias, fazer seus próprios experimentos e adquirir as chamadas habilidades do século XXI, como solução de problemas, trabalho em equipe e capacidade de se comunicar.

Dentro desse contexto, será comum profissionais de outras áreas fazerem parte do corpo docente de escolas como já vem acontecendo mundo afora. Arquitetos, engenheiros, médicos, designers, entre outros, prepararão as crianças para resolver problemas reais do nosso futuro ao invés de apenas decorar equações

Crianças Arquitetas

Por exemplo, em Hong Kong, Vicky Chan, arquiteto da ONG Architecture for Children, tem uma atuação secundária no ensino de arquitetura e design para crianças em idade escolar.Ele instruiu milhares de crianças nos últimos 15 anos, começando quando era um calouro no Pratt Institute na cidade de Nova York, onde estudou, e ensinou alunos de baixa renda em uma escola primária local.

Quando retornou à Hong Kong, Chan apresentou seu projeto à diretora da escola infantil Kwun Tong, que o convidou para ministrar um curso como parte de um currículo interdisciplinar da escola em módulos que durariam 5 anos, de acordo com o crescimento dos pequenos.

Oficina de Vicky Chan numa escola em Hong Kong Fonte: Breeze Studio

Muitos alunos acham que colocar suas garrafas plásticas na lixeira, por exemplo, é o que significa sustentabilidade. Mas há uma maneira mais ampla de pensar sobre isso, como você pensa sobre o transporte para reduzir o uso do carro? Esses são tópicos muito amplos e complexos e temos que simplificá-los para que os alunos possam transmitir a mensagem de que, para tornar o futuro das cidades mais sustentável, é preciso realmente pensar em vários fatores.

Nas aulas de Matemática ou Ciências, as crianças aprendem a resolver um problema com fórmulas. Mas você pode não aprende a analisar o problema de verdade o que pode ocasionar problemas futuros quando essa criança virar um adulto, segundo Chan.

Eventos para crianças

Em 2021, o estúdio de design baseado em Rotterdam, Collective Paper Aesthetics, fez parte do programa do 798 International Children Art Festival em Pequim, oferecendo uma variedade de disciplinas de arte para as crianças  experimentarem – incluindo, é claro, arquitetura.

O estúdio elaborou uma instalação interativa com 1.000 unidades de jogo em forma de pirâmide em formato de coração. Cada unidade de jogo é 100% reciclável e pode ser usada e moldada de várias maneiras. Quando se torna impossível reutilizar e adaptar – o próprio material pode ser reciclado.

Oficina da Collective Paper Aesthetics no 798 International Children Art Festival em Pequim Fonte: InDesignLive

No quinto e último dia do festival, o pátio do prédio apresentava uma estrutura “Mega Heart”; uma pirâmide de quatro lados, pirâmide de três lados, iglu e muitas esferas, estrelas e fragmentos de coração trabalharam juntos com base no design das próprias crianças. Dando às crianças duas horas de antecedência, a “equipe de projeto” de 10 crianças trabalhou em colaboração para montar a estrutura – e os resultados são fascinantes.

O futuro da educação já começou a ser desenhado e será capaz de proporcionar ao estudante uma formação muito mais completa, que desenvolva não só competências nas áreas básicas do conhecimento, mas, também, a relação produtiva com a tecnologia e os aspectos psicoemocionais, sociais e éticos indispensáveis do mundo de hoje.

Ensinar as crianças a ser arquitetos não significa necessariamente que se tornem arquitetos. Mas significa que teremos criado uma nova geração de pensadores criativos e matemáticos que podem construir algo  que nossa geração não poderia ter imaginado.

Nichos do Futuro

E se você tem interesse sobre isso, dá uma olhada no nicho “Educadores da Criação” do Guia Nichos do Futuro do TabullaLab, que faz um apurado do por que os trabalhos criativos vão mudar, por que essas áreas tem tudo pra dar certo e por que talvez você seja um arquiteto ou designer que não trabalhe diretamente fazendo projeto: simplesmente porque o futuro não é só isso.