Carreira Design

Por que designers devem entender de branding

28 de setembro de 2020

Hoje em dia, se você quiser ter pura vantagem no ambiente digital, não basta mais ter um site, você tem que entender de branding.

Com milhões de pessoas online todos os dias e esses números aumentando cada vez mais, segundo relatório de 2019 do Digital Report, os bilhões de conteúdos publicados diariamente em sites, blogs e revistas estão transformando a internet numa selva de informações onde usuários inexperientes podem se sentir perdidos.

Aprender a dominar o branding, seja pessoal, seja do seu negócio, pode resultar em um aumento de vendas e na consolidação e firmeza da sua marca.

Segundo o Rock Content, um dos maiores portais sobre conteúdo digital no Brasil, Branding é a gestão das estratégias de marca de uma empresa, com o objetivo de torná-la mais desejada e positiva na mente de seus clientes e do público geral. O Branding, ou brand management, envolve ações relacionadas ao propósito, valores, identidade e posicionamento.

Em suma, o Branding trabalha com o conceito de que uma marca precisa ser planejada, estruturada, gerida e promovida. Todos esses processos que englobam fazer uma gestão de marca fazem parte desse trabalho. 

Por que?

Eu já tinha falado nesse post aqui sobre como a construção de uma marca forte pode fazer designers deslancharem seus serviços indo além do trivial.

É o caso da arquiteta Patrícia Pomenzantzeff, do escritório Doma Arquitetura, rainha do Branding quando falamos de design.

Patrícia soube construir uma marca forte aliada ao seu nome se comunicando online de um jeito único e singular. O que Patrícia tem de tão especial? Ela soube construir um perfil expressão – quem leu o meu livro, o Meu Negócio do Zero, sabe do que estou falando, lá eu explico passo-a-passo como construir esse perfil.

branding_doma arquitetura

Mas basicamente Patrícia adotou cinco estratégias:

  • Identidade visual de projeto de fácil identificação (tons pastéis, madeira e curvas),
  • Se diverte na jornada com posts criativos,
  • Mostra vulnerabilidade para se conectar com a audiência,
  • Explica o que está por trás de cada obra,
  • Mostra as falhas já que pessoas se conectam com imperfeições,

A Doma Arquitetura hoje é o maior perfil sobre arquitetura do Instagram e do Youtube e isso não foi por acaso. Patrícia soube usar o branding a seu favor, construindo um nome forte aliado ao seu jeito doce e sua criatividade impecável.

Três Pilares

Quer trabalhar o branding do seu escritório/serviço ou o seu branding pessoal e não sabe por onde começar? Vamos aprender cinco dicas rápidas!

  1. Tenha um Propósito

Se você tem um propósito claro do que você quer com a sua marca tudo vai fluir mais fácil. Por que o tendo domínio do seu propósito você vai saber exatamente qual o objetivo intrínseco que está guiando a sua comunicação.

Se você não tem clareza sobre aonde quer chegar e o que quer transformar, provavelmente seus posts, fotos, textos e vídeos não terão clareza e não se conectarão com a sua audiência.

Vai ser apenas mais uma imagem entre tantas na internet.

2. Narrativa e Storytelling

Que história a sua marca conta? O que ela tem de diferente? O que ela transmite?

Saiba contar histórias através dos seus produtos/serviços fazendo com que a audiência desperte curiosidade sobre o que você vem fazendo e queira a transformação que a sua marca proporciona.

Já diz o guru do Marketing Seth Godin: “As pessoas não compram bens e serviços. Elas compram relacionamentos, histórias e magia”.

3. Identidade

Como você é lembrado? O que as pessoas dizem quando falam sobre você? É importante conectar essas informações à sua marca e construir uma identidade a partir disso.

Essa identidade pode se refletir nas cores, na estética, nas redes sociais, na forma de comunicar e até no estilo que você usa nos projetos (como no caso da Patrícia que trabalha o estilo Art Nouveau Escandinavo – uma mistura criada por ela desses dois estilos).

E se você ainda tem dúvidas…

Caso você ainda tenha dúvida sobre branding para designers ou sobre como criar uma marca/negócio/serviço com suas habilidades, recomendo a você o meu livro, o Meu Negócio do Zero.

Você vai encontrar 85 páginas com 12 ferramentas práticas e aplicáveis para definir os objetivos e ter total clareza sobre o seu negócio, loja ou escritório. E você pode consultar sempre que precisar redefinir suas metas mês a mês ou ano a ano.